It’s Rock N’ Roll, baby! + Playlist

Sexta-feira 13 chegou e eu sei que tem muita gente por ai andando na rua morrendo de medo de encontrar um gato preto ein?! hahaha. Mas vocês sabiam quem em 1985, exatamente no dia de hoje, 13.07, aconteceu um megaevento chamado Live Aid que deu inicio a essa data comemorativa? Pois é. O Live Aid foi realizado em Londres, Filadélfia, Sydney, Moscou e Japão, e estima-se que obteve 1.5 milhão de espectadores, sendo assim, o evento de maior transmissão em larga escala do mundo na época. Nele se apresentaram grandes artistas do rock, como Queen, Mick Jagger, U2, Paul McCartney, entre muitos outros. O show é uma celebração em referência ao desejo de Phil Collins (também participante), que queria que a data ficasse conhecida como o “dia mundial do rock”.

Pensando nisso, hoje eu trouxe pra vocês, algumas músicas do gênero que ando escutando bastante.  Na verdade, eu já ia fazer uma playlist com elas então, o dia de hoje só veio a calhar. Eu coloquei duas músicas da banda The Animals por que encontrei eles pelo YouTube um dia desses e fiquei viciaaaada. Espero que gostem dos sons, alguns bem a cara da TV União, um pouco das antigas confesso kkk, mas de bom gosto. Abraços!

PLAYLIST

Anúncios

Ensaio fotográfico ” like an autumn day”

If one day tears come to your face, do not think of why! Think autumn leaves, they do not fall because they want to, but because the time has come.”

Fotógrafo: Jônatas Pereira ( portifólio )

Local: Casa José de Alencar

124615162017824

 

T-shirts vintage: a moda que sempre volta

Que o preto e branco é queridinho no closet de muita gente, isso não é novidade pra ninguém né? A facilidade do P&B pra combinar com peças de roupa como saias, jeans e shorts são o motivo pelo qual essas duas cores são as preferidas das minimalistas, podendo ir do simples ao mais arrumado. No entanto, as fashionistas de plantão resgataram uma moda diretamente dos anos 70’s que também tá sendo super fácil na hora de compor os looks: as T-shirts vintage.

Sabe aquelas blusinhas com alguma logomarca na frente ou estampa de banda?! Essas mesmo. Pode parecer até que elas nunca sairam de moda, é verdade. Mas ultimamente essa tendência tá vindo com tudo, principalmente, pela facilidade de ser usada e combinada com outras peças, deixando o básico um pouco de lado, mas sem ousar demais. Super confortáveis, as t-shirts vintage agora são protagonistas dos looks de muitas celebridades por ai, como Jade Seba e Giovanna Ferrarezi.

 

 

 

Para os as de sol, as tees ficam ótimas com jeans e tênis. Se você quiser algo mais arrumado, que dê até pra ir a uma festa, elas ficam lindas com saia midi, saltinho e muito brilho. Uma coisa muito bacana, é que elas não precisam fazer junção com acessórios mais pesados, como brincos e cordões, pra causarem um efeito fashionista. Mas se você quiser diferenciar um pouco, a combinação com lenços, óculos e bolsas mais divertidas fica super cool. Eu no caso, prefiro elas mais larguinhas e sem muitos acessórios. Acho mais bonitinho pra ser usado no dia a dia. #soubasiquinhasou

Se você for no guarda-roupa dos seus pais, provavelmente você vai encontrar uma dessas. Então, pra já irem se inspirando, eu trouxe uma seleção de looks diretamente do Pinterest pra vocês colocarem pra jogo essa moda do verão.

 

 

 

E pra entrar no clima, vou deixar aqui em baixo um clip da banda indie rock Haim, a mesma da foto destacada do post. Dá pra perceber que elas tem essa vibe mega vintage né? E não é só nas suas músicas, mas também nos looks, já que a inspiração das gatas é diretamente dos anos 70’s. Espero que gostem!

 

Abraços!

How I Met Your Mother – a história de uma vida

“Lily, eu preciso que você me olhe agora e leia a minha mente.”

Lendo a frase acima eu nem preciso pedir a vocês pra ler a minha mente e adivinhar sobre o que vou falar hoje ein?! haha (ah vai, aposto que adivinharam só pelo título). Bom, nessas férias resolvi tirar um tempo pra assistir alguma série boa e, a que me indicaram foi How I Met You Mother. Apesar de ser bem antiga, nunca tinha parado pra ver pois achava que era super valorizada. Eu tava errada.

A primeira vez que tive contato com HIMYM foi com a minha cunhada. Ela tava assistindo de boas e eu sem nada pra fazer, fui assistir com ela. Era o episódio do barararato, e mesmo achando bestinha no começo, terminei o episódio chorando de rir, acreditem. Então após  mais alguns episódios – por que sim, eu continuei vendo a série com ela até anoitecer – coloquei na minha cabeça que ia assistir ela todinha. Depois de uns tempos descobri que eram 9 temporadas e por isso quase desisti, me julguem, sou preguiçosa demais. Porém, a curiosidade de saber quem era a mulher do Ted foi maior.

Terminei a série em duas semanas (eu já comentei com vocês que literalmente eu não tava fazendo nada nas férias né? pois é hihi). Confesso que durante a sexta temporada eu já tava estressada por que o Ted ainda não tinha conhecido sua amada. Acho que eu tava mais nervosa que ele e por isso (e não me orgulho disso também), fui procurar na internet quem era a prometida do cara né. E mesmo eu me auto dando spoilers, continuei assistindo por que a saga da Robin e do Barney tava mais emocionante que tudo e todos. Eu chorei, história real (quem sacou a referência? hahaha).

img-1014805-galeria-himym-abre

Agora vamos ao que interessa. Tanto eu, como quem já assistiu e até mesmo quem nunca viu – incrível – sabe que HIMYM tem cada frase que você fica tipo: meu Deus, eu ainda vou usar isso um dia na minha vida. E foi pensando nisso, que hoje trouxe não só pra vocês, mas pra mim também, algumas das frases que mais me marcaram durante a história deles. Algumas tristes, engraçadas ou reflexivas. Mas com certeza, todas emocionantes.

Porque às vezes mesmo sabendo como uma coisa vai terminar, não quer dizer que você não possa curtir o caminho.

Uma das coisas que vocês vão aprender sobre relacionamentos é que você nunca conhece alguém completamente. Todo mundo tem segredos. Alguns são bons […] Outros nem tanto.

Ela não diz “eu te amo” como uma pessoa normal. Ao invés disso ela irá rir, balançar a cabeça, dar sorrisos e dizer “você é um idiota!”. Se ela disser que você é um idiota… você é um homem de sorte!

Muitas vezes na vida tomamos decisões com as quais não estamos preparados para conviver.

Às vezes… algo tem que ser destruído… para dar lugar a algo melhor.

Não há como saber qual é o lugar mais seguro, então o melhor a fazer é estar em boa companhia.

Crianças, não se podem apegar ao passado. Porque não importa quão forte você segurar… ele já se foi.

Às vezes nossas melhores decisões são aquelas que não fazem o menor sentido.

Às vezes mesmo quando você sabe que algo é um erro, você comente mesmo assim.

LEGEN… espera um pouquinho… DÁRIO!

how-i-met-your-mother-season-1-1280x960-1140x500

Espero que tenham gostado e se você ainda não assistiu esse hino de série, infelizmente não vai encontrar na Netflix. Masss, eu assisti tudo pelo SeriesFlix, então, vou deixar o link aqui pra vocês. E pra quem já assistiu, conta sua experiência aqui em baixo. Beijinhos.

PAX: a história de uma amizade + Apresentação de novo colaborador

Pax é um livro da escritora Sara Pennypacker e ilustrado por Jon Klassen, lançado pela editora Intrisica. É composto por 228 paginas e 31 capítulos dos quais tem uma dinâmica muito boa onde se pode acompanhar tanto a trajetória do menino (ao seu ponto de vista racional) como da raposa (de forma irracional), que são amigos. É uma narração fantástica do começo ao fim, onde conta a historia de uma raposa (o Pax) e um menino (o Peter) que vão ser separados pela primeira vez, pois uma grande guerra se aproxima e, como sabemos, na guerra não existem vitoriosos, mas sim, sobreviventes. Porém, esse e outros fatores não são suficientes para manter a distancia dessa grande amizade. Então Peter parte em busca do seu animal de estimação enfrentando grandes obstáculos, ao mesmo tempo em que seu querido animal de estimação, Pax, parte em busca do seu dono mesmo com seu lado selvagem querendo entrar em ação.

É muito prazeroso embarcar nessa historia e conseguir sentir de perto todos os sentimentos que a autora tenta destacar ao descrever uma linda amizade entre um menino e sua raposa. Vale ressaltar as belíssimas ilustrações que nos permite mergulhar no mundo de Peter e Pax.

Processed with VSCO

Esse livro eu comprei na Amazon, juntamente com os colegas da faculdade. Não me recordo o valor exato, mas estava na casa dos 20 reais. Eu adorei tanto a leitura que consegui encerrar em menos de uma semana. Era um ótimo passa tempo no ônibus a caminho da faculdade. A história tem um gênero que conquista qualquer idade no mundo da leitura ou, até mesmo, alguém que busca uma leitura calma, emocionante e cheia de surpresas. Pax vai ser um prato cheio pra você.

Oi gente, tudo bem? Prazer em conhecê-los. Meu nome é Douglas Ferreira, tenho 22 anos e a partir de hoje, estarei dando minha colaboração para o blog Thaís Amaral com as resenhas dos livros mais incríveis que já li ou estou lendo. Então, espero que gostem! Será uma aventura estar na companhia de vocês. Bom, até breve!